Pesquisar neste blog

terça-feira, 12 de maio de 2015

Argentina, Chile e México: conheça tres hotéis de enoturismo com muito charme e padrão superior de qualidade na América Latina


Por Rogerio Ruschel (*)
Meu prezado leitor ou leitora. Se você gosta de vinhos, tem tempo e dinheiro para viajar, provavelmente também tem bom gosto. Por causa disso você deve estar convivendo com um adorável problema: como escolher o destino de sua próxima viagem. Pode ser pelo tipo de uva ou vinho, pelo idioma falado no local, pela proximidade com outras atrações turísticas – ou ainda, como tem sido cada vez mais frequente, pelo design do hotel ou da vinícola. Ou pelo conjunto da obra como o vinho aberto na varanda do hotel Hotel Endémica no México, na foto acima ou no por do sol do Cavas Wine Lodge de Mendoza, na foto abaixo. 

Baseado na importância econômica do turismo relacionado ao vinho, de uns 15 anos para cá vem se ampliando um processo criativo revolucionário que tem transformado vinícolas e hotéis em verdadeiros museus de arte. Na prática já não tem mais lugar no mercado do enoturismo práticas de concepção, marketing e gestão do século XIX, o que inclui vinícolas sem graça nenhuma, que apenas produzem vinhos. Temos mostrado aqui no In Vino Viajas muitos exemplos desta revolução e muitos destinos maravilhosos e agora você vai conhecer mais tres hotéis de enoturismo que tem em comum o fato de serem muito diferenciados e estarem na América Latina, na Argentina, Chile e Mexico.

Chile, Hotel Elqui Domos

O Chile tem vários vales que produzem vinhos difrerentes entre si – mesmo quando são da mesma uva. Um deles é o Vale do Elqui, na região de Coquimbo, mais ao sul do Chile, com uma natureza impressionantemente bonita e com um céu azul e limpo de dia e estrelado e limpo de noite – como dá para ver nas fotos acima e abaixo.

Pois o céu do Vale foi assumido pelos proprietários e valorizado como uma atração turística: no Hotel Elqui Domos, a abóboda celeste é uma das atracões e até a cama das suites foi concebida para ficar bem no alto e o hóspede pode abrir o texto para curtir as estrelas do céu chileno.

Inaugurado em 2005, o Hotel Elqui Domos é bem diferenciado: é um hotel eco-rural que além dos vinhedos da região (especialmente de uvas Syrah, mas também com Sauvignon Blanc) e da culinária trazida com os profissionais de Santiago e da Europa, tem telescópios de alta potência, um observatório e lojas alternativas para você curtir as estrelas enquanto faz um brinde caprichado. Além do vinho e do telescópio, a região é muito procurada tambgem por seus esprtes de açnao na natureza como caminhadas, cavalgadas e trilhas de bike.

Argentina - Cavas Wine Lodge

O Cavas Wine (fotos acima e abaixo) é o primeiro hotel boutique de luxo implantado aos pés da Cordilheira dos Andes. Localizado em Lujan de Cuyo, cerca de 30 minutos de carro de Mendoza, o centro de vinho mais importante da Argentina, o Cavas Wine foi feito para realmente impressionar o turista, transformando sua estadia em uma experiência inesquecível.

Eleito um dos 100 hotéis mais chiques do mundo, este hotel inovador deve seu sucesso a várias coisas, e entre elas provavelmente está o projeto do edifício principal, que em vez de oferecer áreas comuns aos hóspedes, tem quartos separados em pequenas casas com terraços entre os vinhedos.

Quem já se hospedou lá destaca o charme e o atendimento diferenciados, como por exemplo  um jantar na parte superior da suite com gastronomia de padrão internacional harmonizada com uma garrafa do melhor Malbec do mundo e com uma vista espetacular para os Andes e os vinhedos. Pois é, o mundo pode ser mesmo uma experiência espetacular como mostram as fotos acima. 

México, Hotel Endémica

Localizado na maior região vinícola do México, o Hotel Endémica (fotos acima e abaixo) oferece 20 bangalôs ecológicos independentes no alto de uma encosta rochosa com vista para 40 hectares de vinhedos no Valle de Guadalupe, a rota dos vinhos mais famosos do Estado de Baja California, México.

Na verdade são 20 cabines de luxo, com muito uso de madeira. A região se chama Ensenada e é onde ficam algumas das mais conhecidas vinícolas que produzem vinhos brancos e tintos como Cabernet Sauvignon, Zinfandel, Cabernet Franc, Merlot, Malbec, Petite Sirah e as brancas Chardonnay, Chasselas, Chenin Blanc, Moscatel, Riesling e Sauvignon Blanc. Toda a região é de cor ocre, e o hotel e seus bangalôs podem até desaparecer na paisagem. Como deveria ser, o Endémica faz uma mistura da cultura mexicana com serviços de padrão internacional, incluindo restaurante gastronômico e mão-de-obra selecionada e treinada.


Embora não seja muito conhecido no universo vinícola, o México produz vinhos desde 1530 e nas últimas duas décadas tem modernizado sua indústria, especialmente na Baja Califórnia onde se concentra 90% da atividade vinícola mexicana que vem sendo comparada com o “meio-irmão”norte-americano, o Napa Vale.

(*) Rogerio Ruschel é jornalista e enófilo; gosta de beber vinho e observar estrelas – dentro e fora da garrafa




4 comentários:

  1. Obrigado, Carapito. E obrigado pelo prestigio da visita. abs

    ResponderExcluir
  2. Òbrigado, Maria Valerio. Fico honrado com o prestigio da tua leitura. Abs Rogerio

    ResponderExcluir