Pesquisar neste blog

sábado, 21 de dezembro de 2013

Notícias do terroir de Montilla: minha videira madrinha está bem e se prepara para enfrentar o inverno


--> -->
Por Rogerio Ruschel (*)
Se o turismo está baseado na oferta de experiências emocionais – aquelas que ficam depois que o momento passa – estou vivendo uma demonstração do melhor enoturismo do mundo, porque acabo de receber informações sobre como minha “videira madrinha” está se preparando para o inverno. Explico: é que acompanho a metamorfose anual de uma videira de uvas Pedro Ximénez em Montilla, perto de Córdoba, na Andaluzia, Espanha, que é minha madrinha (veja a localização da DO  Montilla-Morilles - o ponto mais roxo no mapa abaixo).
-->
A Bodegas Robles de Montila é uma empresa familiar que desde 1927 produz vinhos finos de mesa com uvas Pedro Ximénez, Verdejo e Tempranillo com a Denominação de Origem (DO) Montilla-Moriles, muitos deles premiados. Em suas quatro propriedades produz também vinhos reforçados, vinagres e outros produtos como geléias e sucos e desde o final dos anos 90 mantém uma produção 100% ecológica. Na foto abaixo veja a coberta vegetal do terroir.
-->
Mais do que isso, a Bodegas Robles procura estabelecer laços emocionais e de responsabilidade dos visitantes com os vinhedos, a terra e o ar onde elas crescem. Este relacionamento emocional pode ser visto durante todo o ano, com a visita dos “afilhados”, que costumam deixar carinhosas mensagens ou simpáticos brindes para as videiras “madrinhas”, como esta gravata na foto abaixo.
-->
Um dos programas educativos dos Robles é o “Sigue tu cepa”, que funciona assim: os enoturistas são convidados a visitarem uma vinha em seu ciclo de vida para acompanhar seu desenvolvimento ao longo do ano – e são adotados por ela. Isso mesmo, as vinhas são “madrinhas” das pessoas. Contei essa história aqui – veja em http://invinoviajas.blogspot.com.br/2013/09/enoturismo-inteligente-na-andaluzia.html

-->
 
Como me disse na ocasião Francisco Robles, diretor, "En el proyecto "sigue tu cepa" es LA VID quien se convierte en madrina de las personas, es ella (la vid, que representa a la naturaleza) quien nos muestra a las personas cómo crecer, cómo evolucionar, cómo esforzarse ante las adversidades climatológicas y cómo se recogen los frutos al esfuerzo de todo el año a través de los racimos de uvas en la vendimia. Así podemos mostrar a nuestros seguidores que, nosostros (las personas), siempre debemos de aprender de la naturaleza, y no al contrario para de esta forma tener consciencia de la importancia que tiene mantener el medio ambiente."

  Pois esta semana recebi uma mensagem de Francisco Robles com uma foto, me mostrando como está minha videira madrinha: sem folhas e brotos, magrinha e sequinha, o vinhedo está se preparando para enfrentar o inverno, quando ficará debaixo da neve por um longo tempo. É o que em espanhol se chama de agostamiento, algo como hibernação. Veja abaixo a mensagem e a foto de minha videira madrinha.
 “Rogerio Ruschel. Otro año más la cepa camina hacia su agostamiento, al igual que nosotros, la naturaleza necesita su tiempo de ralentización para tomar fuerzas y resurgir con más vitalidad en lo que será su próxima cosecha. Este año es diferente al año pasado en el aspecto climatológico, apenas si ha llovido y lo que ahora parece abundancia, a la vuelta de unos meses y si el tiempo no lo impide, podría ser un problema motivado por la escasez de agua y el exceso de carga que este año ha tenido la vid. (Veja abaixo uma foto da área vizinha do vinhedo com flores "produtoras de insetos" que faz parte do processo ecológico de produção, em pleno outono).
-->
Ya sabemos que el agostamiento es un camino hacia la fase latente invernal. El pámpano se agosta y pasa de ser un brote herbáceo a ser un órgano leñoso llamado sarmiento. Las condiciones atmosféricas conducen a una menor actividad en la planta, se ralentiza la absorción de nutrientes por parte de las raíces. Las hoja se vuelven color tabaco y llega un momento en que caen motivado por el retorno de la savia hacia el tronco.“ (abaixo, como ficará o vinhedo no inverno que se aproxima…)
-->
“Mientras tanto, el suelo de nuestro viñedo vive uno de sus mejores momentos, con el nacimiento de hierbas, cardos, flores y leguminosas con sus respectivos insectos, pólenes, levaduras…. Por una parte, esta gran biodiversidad es una forma de control de plagas, porque todas las especies se encuentran en equilibrio. Y por otra parte, creemos que toda esta variedad vegetal contribuye a enriquecer y hacer más complejos los sabores y aromas del mosto y del vino. En breves fechas se procederemos a realizar la poda, la cual explicaremos en su momento y esperamos poder reunirnos en el viñedo para realizarla nosotros en persona a nuestras “madrinas”. Francisco Robles”. Abaixo foto dos enoturistas em almoço na cantina, após visitarem suas videiras madrinhas.
-->
Os principais produtos da empresa são vinhos de uvas passas com a casta Pedro Ximénez – os chamados vinhos fortificados, brandy ou de sobremesa, como vinho do Porto em Portugal, Vin Santo ou Amarone na Itália, vin de paille na França e straw wine nos Estados Unidos; vinhos brancos ecológicos que combina a frutosidade da uva verdejo con a uva pedro ximénez; vinho tintos ecológicos elaborados com a uva tempranillo; outros vinhos ecológicos elaborados com mistura de vinhos fortificados oloroso e pedro ximénez, envelhecidos em barricas no processo solera; vinagres ecológicos elaborados a partir do vinho Piedra Luenga e geléias e sucos.
-->
Para fazer o vinho fortificado Pedro Ximénez com uvas passas, os cachos de uva precisam ficar desidratando ao sol por vários dias. Veja nas fotos abaixo a disposição dos cachos no solo para secar ao sol e como as uvas vão mudando a tonalidade verde por acobreado pela oxidação e desidratação entre 3 e 6 dias. 
-->
Acompanhe pelo Facebook como a empresa mantém os afilhados informados sobre suas viderias “madrinhas” - https://www.facebook.com/vinos.ecologicos.robles

Saiba mais sobre sustentabilidade:
·      Turismo e sustentabilidade: como beber desta fonte harmonizando benefícios - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2012/11/turismo-e-sustentabilidade-como-beber.html
·      Microvinhas: curso inovador na Espanha sobre vinicultura sustentável e de alta qualidade em minifúndios tem participação de especialista brasileiro - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/10/microvinhas-curso-inovador-na-espanha.html

·      Microvinhas: os benefícios de produzir vinhos que são eco, micro, top e show - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/11/oportunidades-e-dificuldades-para-o.html

·      MicroVinya: a revolução dos minifúndios sustentáveis de Alicante, Espanha, com vinhedos centenários recuperados e vinhos com poderosa identidade social - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/05/microvinya-revolucao-dos-minifundios.html

·      Coisa de chines: um mega hotel ecológico e futurista numa pedreira desativada - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2013/08/coisa-de-chines-um-mega-hotel-ecologico.html

·      Os impactos do Réchauffement de la Planète (a versão francesa do Aquecimento Global) no mundo do vinho - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/01/os-impactos-do-rechauffement-de-la.html

·      Jovens empreendedores espanhóis e portugueses fazem sucesso produzindo pranchas de surf com rolhas de cortiça recicladas - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/07/jovens-empreendedores-da-espanha.html

·      Fique esperto: saiba como a rolha de cortiça preserva os aromas do seu vinho e os recursos do nosso planeta - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/08/fique-esperto-saiba-como-rolha-de.html

·      Bird&Wine: degustar vinhos e observar aves, a inteligente proposta de enoturismo da Rota do Vinho Utiel-Requena, Espanha - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/02/bird-degustar-vinhos-e-observar-aves.html

·      Enoturismo inteligente na Andaluzia, Espanha, propõe “paternidade responsável” de vinhas com “sigue tu cepa” - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2013/09/enoturismo-inteligente-na-andaluzia.html

·      Associazione Vino Libero: um manifesto italiano pela produção de vinhos com identidade, honestidade e sustentabilidade - http://invinoviajas.blogspot.com.br/2014/02/associazione-vino-libero-um-manifesto.html

 
(*) Rogerio Ruschel é jornalista, enófilo e é afilhado de uma videira de Montilla, Espanha.





Nenhum comentário:

Postar um comentário